Saiba quais os tipos de chuva mais comuns e como ocorrem

istock.com / Nastco Os tipos de chuvas mais comuns são as orográficas, ciclônicas, convectivas e ácidas.

Parte do dia a dia de todas as pessoas e sociedades, a chuva é um fenômeno climático essencial para a sobrevivência da vida na Terra: quando está escassa, ela prejudica plantações e populações inteiras, e se vem em excesso pode causar transtornos como enchentes e desmoronamentos. Em algumas regiões, a chuva ácida causa muitos danos ao meio ambiente e prejudica atividades econômicas importantes.

Tipos de chuva

A chuva é formada a partir da evaporação da água pelo aquecimento solar. Este vapor d’água carrega as nuvens e, ao atingir altitudes mais elevadas ou encontrar-se com as massas frias de ar, ele é condensado e precipitado em forma de água, ou seja: chuva.

Os principais tipos de chuvas são: orográficas, ciclônicas e convectivas. Conheça cada uma delas a seguir:

Chuva orográfica

A chuva orográfica, ou chuva de relevo, ocorre quando massas de ar úmido esbarram em obstáculos naturais como montanhas e serras. Ao subir, a mudança de temperatura provoca a condensação do vapor de água, que se precipita em forma de chuva de pouca intensidade, mas por um período mais prolongado. A chuva orográfica é típica de regiões costeiras, em estados do Sudeste como São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. No agreste pernambucano também ocorrem chuvas de relevo.

Chuva ciclônica

Chuvas ciclônicas, também denominadas como chuvas frontais, acontecem quando duas massas de ar, fria e quente, encontram-se. A massa de ar quente — que é mais leve — sobe, provocando a condensação do vapor de água. A intensidade desse tipo de chuva varia de baixa a moderada, mas é uma chuva contínua, que atinge áreas extensas. Essas chuvas são comuns nas regiões Sudeste e Sul do Brasil, no período do inverno.

Chuva convectiva

A movimentação de massas de ar quente provoca a chamada chuva convectiva, caracterizada por ser de curta duração e muito intensa, geralmente não afetando uma área muito ampla. A chuva de convecção é típica do verão. As temperaturas elevadas provocam a rápida evaporação das águas, formando nuvens carregadas de umidade que ganham altitude e, ao se condensar, o vapor de água cai em forma de chuvas de verão.

Chuva ácida

A chuva ácida é típica de centros urbanos com alta concentração de poluentes na atmosfera. Ela é responsável por causar diversos prejuízos ao meio ambiente, além de danos a áreas agrícolas.

O que é índice pluviométrico?

Este indicador mede a quantidade de chuvas em milímetros. Para isso, meteorologistas delimitam uma área e quantificam a chuva recebida pelo local durante o ano todo. Dessa forma, é possível estimar a quantidade de chuva esperada em cada mês do ano. O índice, porém, é variável. Isso porque em determinadas épocas pode chover, em um único dia, a quantidade de chuva esperada para o mês todo.

Vale destacar que a chuva pode ser um importante recurso para populações e regiões que sofrem com escassez de água. A água da chuva não é potável para ser bebida, mas é possível captar a água da chuva para ser usada em descargas e durante a faxina, de modo a poupar a água potável usada para cozinhar e beber.

Redacaohttp://www.pensamentoverde.com.br

A redação do Pensamento Verde possui experiência na produção de conteúdos relacionados ao tema da sustentabilidade e preservação do meio ambiente. Estamos sempre em busca de informações atuais, interessantes e de grande relevância para a sociedade, pesquisando práticas sustentáveis ao redor do mundo e trazendo para o leitor apaixonado pela natureza. Acompanhe nosso portal e mantenha-se informado, contribuindo com um futuro melhor para o nosso Planeta Terra.