Impacto das embalagens: o que fazer com os problemas gerados no meio ambiente?

DonatellaTandelli / iStock / Getty Images Plus O descarte incorreto das embalagens pode trazer diversos problemas para o meio ambiente, assim como as enchentes.

Você já reparou que praticamente todos os produtos que você leva para casa estão associados a pelo menos uma embalagem? Isso vale inclusive para as frutas e outros produtos in natura, que geralmente são carregados dentro de uma ou mais sacolas plásticas. Se você comprar sabão em pó, detergente, refrigerante e aveia em flocos, por exemplo, já são quatro embalagens diferentes.

Para onde vão todas elas? Como você faz o descarte de cada uma delas? Em geral, espera-se que as embalagens acabem em aterros sanitários e lixões, mas isso nem sempre acontece: basta uma chuva mais forte para vermos diversas delas nos rios, entupindo bueiros e causando enchentes e diversos outros problemas ambientais.

Mesmo as embalagens que são descartadas corretamente nos aterros ocupam espaço e causam transtornos. Isso porque uma simples embalagem de papel ou papelão leva entre 3 e 6 meses para se decompor na natureza, enquanto a embalagem de metal leva mais de 100 anos para completar o processo de decomposição, o alumínio mais de 200 anos, o plástico mais de 400 anos e o vidro mais de mil.

Esses números são assustadores, especialmente se levarmos em conta que apenas o Brasil registra um volume de 25 mil toneladas de embalagens que são direcionadas diariamente aos depósitos de lixo. Elas correspondem a somente 20% do lixo produzido pela população brasileira. Vale destacar que esse descarte, quando feito no meio ambiente, ameaça espécies aquáticas e terrestres, além de poluir o solo, a atmosfera e prejudicar a vida como um todo.

Qual a solução para reduzir o impacto das embalagens no meio ambiente?

A solução para o problema não é fácil, pois depende essencialmente de uma evolução da consciência humana em vários níveis. Uma das formas de combater a proliferação de embalagens e de resíduos no meio ambiente é reduzindo o próprio consumo. Se as pessoas se preocuparem em consumir somente aquilo do que necessitam, já fará uma grande diferença.

Ainda sob a perspectiva da conscientização, as pessoas podem dar preferência a embalagens que sejam reutilizáveis e/ou recicláveis, pois o ideal é que essas embalagens não retornem ao meio ambiente na forma de resíduos. Além disso, com a reutilização, o reaproveitamento e a reciclagem, é reduzida a demanda por novas matérias-primas, preservando os recursos naturais e tornando a relação do homem com a natureza menos predatória.

Do ponto de vista governamental, é preciso que sejam criadas políticas de conscientização em todos os níveis, envolvendo empresas e cidadãos, programas de pesquisas em tecnologia de transformação e reciclagem de materiais, sobretudo no que diz respeito à utilização de plásticos biodegradáveis para confecção das embalagens.

Redacaohttp://www.pensamentoverde.com.br

A redação do Pensamento Verde possui experiência na produção de conteúdos relacionados ao tema da sustentabilidade e preservação do meio ambiente. Estamos sempre em busca de informações atuais, interessantes e de grande relevância para a sociedade, pesquisando práticas sustentáveis ao redor do mundo e trazendo para o leitor apaixonado pela natureza. Acompanhe nosso portal e mantenha-se informado, contribuindo com um futuro melhor para o nosso Planeta Terra.