Conheça 3 animais frugívoros e como vivem

Os animais frugívoros encontrados na natureza não possuem garras, seus dentes molares são achatados e possuem o estômago dividido em três partes.

Os animais frugívoros são aqueles cuja dieta é composta quase que exclusivamente por frutos. O interessante é que esses animais descartam as sementes das plantas, que se mantêm intactas após serem eliminadas por meio da regurgitação ou defecação.

As diferentes espécies de plantas desenvolveram uma série de adaptações às características de determinados frugívoros, com o objetivo de favorecer a dispersão de sementes na natureza e fazer com que a espécie sobreviva à predação. Uma vez que as aves possuem olfato fraco, por exemplo, as plantas que são dispersadas por elas não possuem odor e são identificadas visualmente.

Os répteis, por sua vez, optam por plantas em tons de laranja/avermelhadas e de forte odor — que caem apenas maduras ou desenvolvem-se nas proximidades do solo. Por fim, os mamíferos preferem frutos de cheiro forte e que ficam presos no caule, fora da folha ou nas proximidades do solo.

Principais características dos animais frugívoros

  • Não possuem garras;
  • Seus dentes molares são mais achatados do que o comum, uma vez que são utilizados para a trituração dos frutos;
  • O estômago desses animais é dividido em três (e, em alguns casos, até quatro) partes;
  • Possuem glândulas na saliva que ajudam na digestão;
  • Possuem saliva e urina alcalinas.

Exemplos de animais frugívoros

Fim-fim

O fim-fim é uma ave pequena, com cerca de 9,5 cm e apenas 8 gramas de peso. Este pássaro é encontrado em apenas algumas florestas brasileiras, sendo que o macho é azul com a cabeça e ventre amarelados, enquanto a fêmea é verde, com o ventre branco e fronte amarela.

Esse animal consome apenas frutos, motivo pelo qual está entre os animais frugívoros. O pássaro pousa exatamente ao lado de cachos de frutos e vai os consumindo, um atrás do outro. As sementes dos frutos, por sua vez, são eliminadas com as fezes — no solo ou em troncos de árvore, onde podem germinar.

Macaco-aranha

Também conhecido como coatá, o macaco-aranha é uma espécie que possui longos braços e pernas longas, além de uma cauda com capacidade de se agarrar a estruturas. Um hábito curioso deste animal é que, antes de começar a refeição, ele averígua se a quantidade é suficiente. Para isso, ele arranca uma parte do fruto e a cheira. Se o sabor não estiver agradável, ele simplesmente joga o alimento fora e vai em busca de outro.

Morcegos

Existem diversas espécies de morcego que são frugívoros, todas da família Phyllistomidae. Esses animais têm preferência por frutos carnosos e suculentos, que a polpa pode ser mascada ou sugada. Uma vez que voam em locais mais abertos, como clareiras e bordas de mata, são essenciais para disseminar as sementes consumidas.

Imagem: Windzepher / iStock / Getty Images Plus

Redação Pensamento Verde

O Pensamento Verde surgiu com a missão de “informar, conscientizar e promover ações a favor do Meio Ambiente e Sustentabilidade”