Como fazer descarte de óleo de cozinha usado?

21 de maio de 2013
publicado por
Redação
Óleo de Cozinha

Foto por: Tétine

Ingrediente essencial em qualquer culinária, o óleo de cozinha é responsável pelo cozimento e bom preparo dos mais consumidos itens da dieta brasileira, como arroz, feijão, bife, batata frita, pastéis, entre outros.

Também conhecido como óleo vegetal, esse líquido é uma gordura extraída, em sua grande maioria, das sementes das plantas. Esses óleos são insolúveis em água ficando, quando misturados, por cima da água devido ao seu peso inferior. Assim, é nítida a aparência dele quando descartado de maneira incorreta.

O descarte de óleo de cozinha usado deve ser feito com a armazenagem em garrafas e, após juntar uma quantia que ache suficiente, transportá-las até um posto de coleta de óleo. A substância pode despejada em garrafas plásticas e de vidro.

Lembre-se que é possível reutilizar o mesmo óleo, no máximo, até três vezes. O óleo nunca deve ser completado com uma quantidade de óleo nova. Além disso, é possível economizar no óleo evitando frituras diárias e preparando comidas cozidas, assadas ou grelhadas, que são mais saudáveis também.

Em hipótese alguma, descarte o óleo de outra forma. Em todo o Brasil são usados 3 bilhões de litros de óleo por ano. Somente na região da Grande São Paulo é coletado 1,3 milhão de litros por mês. Segundo a Sabesp, somente um litro de óleo é o suficiente para eliminar o oxigênio de 20 mil litros de água.

Quando o descarte de óleo de cozinha é feito na pia ou no sanitário, ele gruda nas paredes das tubulações e começa absorver restos de alimentos provocando o entupimento na própria casa e na rede pública de esgoto. Cerca de 40% dos casos de obstrução de tubulações são causadas pelo óleo solidificado. Em contato com o rio ou no mar, ele tira o oxigênio da água e mata peixes e plantas. O óleo de cozinha usado também polui o solo e emite gás metano, que contribui para o efeito estufa, o conhecido aquecimento global.

Ao ser reciclado, o óleo vegetal pode virar matéria-prima para o biodiesel, para produtos químicos (fabricação de tintas, graxas e detergentes) e para fabricação de sabão, que pode ser feito em casa. Quer aprender a fazer? Acompanhe a seguir:

• 1 litro de óleo de cozinha;

• 200 g de soda caústica;

• 400 ml de água fervente;

• 40 ml de amaciante;

• 1 balde grande;

• Sacola plástica;

• Formas quadradas ou retangulares;

Modo de Preparo:

Sabão de Óleo de CozinhaMisture o óleo com as 200g de soda cáustica em um balde grande. Coloque, com cuidado, os 400 ml de água fervente e comece a mexer. Logo em seguida, adicione 40 ml de amaciante. Não pare de mexer até que a mistura fique homogênea e uma calda grossa seja formada. Após isso, coloque-a em uma sacola plástica e deixe secar por 24 horas dentro de uma forma quadrada ou retangular. Caixas de leite vazias também podem servir de formas para o sabão.

Há inúmeras listas de postos de coleta de óleo espalhadas pelos sites de ONGs e do governo. No site OleoSustentavel.org.br é possível fazer uma procura por pontos de entrega em todo o Brasil. Procure saber onde é o posto de coleta mais próximo da sua casa, comece a fazer o armazenamento e o envio desse óleo usado e incentive pessoas próximas a fazer o mesmo.