Restaurante em Madri permite que cliente pague uma refeição para um morador de rua

Objetivo do Robin Hood é trazer igualdade e dignidade para as pessoas mais necessitadas

18 de abril de 2017
publicado por
Redação

Reprodução / Facebook- Mensajeros de la Paz Espana As refeições servidas para os pagantes são as mesmas servidas para as pessoas sem dinheiro.

Visando ajudar as pessoas sem condições que vivem em Madri, na Espanha, Ángel García Rodríguez, padre de 80 anos que faz trabalhos de caridade na igreja San Antón, decidiu oferecer em um restaurante – parte da ONG Mensageiros da Paz – um jantar gratuito para as pessoas que não têm dinheiro para pagar pelo seu alimento.

Batizado de Robin Hood, o local serve café da manhã e almoço para seus clientes e permite que eles paguem a refeição para moradores de rua, com o objetivo de trazer dignidade, igualdade e inclusão.

O local, que tem capacidade para receber 100 pessoas, funciona todos os dias a partir das 19 horas e serve a mesma comida que oferece aos pagantes, sem nenhuma distinção.

A ideia surgiu quando Ángel viu mais de 200 pessoas necessitadas na fila para conseguir um prato de comida. O padre disse em entrevista à rádio NPR: “Eu quero que eles comam com a mesma dignidade que qualquer outro cliente e com a mesma qualidade.”

O intuito é abrir mais dois restaurantes na capital com a ajuda financeira da ONG Mensageiro da Paz ou através de parcerias com outros estabelecimentos, seguindo o mesmo padrão que o primeiro.

A ONG foi fundada pelo padre há 54 anos, fica aberta 24 horas e oferece para esses moradores de rua café, tv e algumas camas para que eles possam descansar e se abrigar do frio.

Projetos sociais pelo mundo

Projetos como este estão sendo desenvolvidos em vários países. Na Itália, existe um programa que reduz os impostos dos estabelecimentos que doam comida aos moradores de rua. Já na Índia, uma geladeira comunitária foi instalada na rua para que essas pessoas possam se alimentar. E no Brasil, o empresário Fernando Barcelos também decidiu ajudar quem precisa, colocando na calçada da Rua 7, em Goiânia, a geladeira solidária.

Diversas ações estão sendo tomadas para ajudar e transformar a vida de moradores de rua. E é preciso continuar com esses esforços para que essas pessoas não sejam esquecidas e abandonadas.