Home > Atitude > Paragominas: De polo produtor de madeiras no Pará a exemplos de desenvolvimento sustentável

Paragominas: De polo produtor de madeiras no Pará a exemplos de desenvolvimento sustentável

Localizada no leste do Pará, a cidade de Paragominas é considerada, hoje, uma cidade sustentável

8 de outubro de 2013
publicado por
Redação
Construção da Rodovia Belém-Brasília

Construção da Rodovia Belém-Brasília. Foto: olhonaweb

Uma das primeiras cidades do Brasil a implantar o município verde, lançado pelo governo federal entre 2007 e 2008, para municípios da Amazônia, nem sempre foi considerada um exemplo a ser seguido. O passado de Paragominas remete a uma má fama que, certamente, todos querem esquecer.

O Pará é conhecido pela grande extração de madeiras. No entanto, em meados dos anos 1970, quando houve a abertura da rodovia Belém-Brasília, a cidade de Paragominas foi uma das mais afetadas, alvo de vários problemas ambientais, como desmatamento e ilegalidade.

O problema com madeiras persistiu e em 1990 a cidade foi considerada o principal polo produtor da matéria-prima, com mais de 400 serrarias. Na mesma época, Paragominas era tida como maior produtora de bovinos do Pará.

Foi em 2008 que os problemas começaram a vir à tona. A cidade foi incluída na lista negra dos municípios que mais desmatavam a Floresta Amazônica, segundo o Ministério do Meio Ambiente – na época, Paragominas desmatava cerca de 30 mil hectares por ano.

Dessa forma, os produtores e as empresas locais passaram a sofrer retaliações, inclusive financeiras. Os problemas dificultavam a produção e o desenvolvimento da região. Como alternativa o governo e os diversos setores da sociedade e economia se reuniram a fim de criar e assinar um pacto pelo desmatamento zero.

Lago Verde, Paragominas.

Lago Verde, Paragominas. Foto: skyscrapercity

Com a implantação do programa Municípios Verdes, tudo mudou e a cidade se tornou um exemplo de desenvolvimento sustentável. O projeto, que visa o reflorestamento, a pecuária e agricultura sustentáveis, a educação ambiental e o manejo florestal, foi o ponto de partida para uma revolução histórica.

Processo de mudança

Após a conscientização e a percepção da necessidade de mudança nos hábitos, a cidade contratou uma consultoria para mapear todo o território, a fim de avaliar o tamanho do prejuízo ambiental.

Com o relatório em mãos, sociedade e governo se juntaram para reverter a situação. As ações resultaram em uma baixa das taxas de desmatamento. O projeto também envolveu a inserção de, pelo menos, 80% das propriedades do município no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Paragominas

Paragominas. Foto: 50.97.108.117

Em 2012 a cidade, finalmente, saiu da lista do desmatamento. Para se manter como uma cidade sustentável mais um projeto foi implementado, o “Pecuária Verde”, do Sindicato Rural de Paragominas. Dessa forma, há uma manutenção das ações e das áreas, bem como capacitação de novos produtores cada vez mais conscientes.

Além disso, a cidade ainda realiza um mapeamento do território. O relatório gerado é enviado mensalmente à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, demonstrando a preocupação com o futuro.