Home > Arquitetura Verde > Florianópolis terá ponto de ônibus com teto verde e energia solar

Florianópolis terá ponto de ônibus com teto verde e energia solar

A parada ecológica ficará em frente ao Palácio da Agronômica e deve atender aproximadamente dez linhas diferentes

8 de janeiro de 2016
publicado por
Fragmaq

Reprodução / Outra Cidade O protótipo foi desenvolvido pelo Núcleo de Paisagismo da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif).

As medidas de sustentabilidade para reduzir as emissões em grandes centros urbanos já são uma realidade em diversas partes do mundo. Com ciclovias suspensas, jardins verticais e faróis inteligentes, as iniciativas do Hemisfério Norte são as que mais chamam a nossa atenção. No entanto, no Brasil, as cidades também têm buscado soluções para seus problemas ambientais e climáticos.

É o caso de Florianópolis, capital de Santa Catarina, que desenvolveu um ponto de ônibus com teto verde. A estrutura foi planejada e instalada pelo núcleo de paisagismo da Associação Comercial e Industrial e pode servir de modelo para outras cidades, a fim de garantir mais conforto na espera.

O ponto tem 9,8 m² e quatro nichos para carregamento de celulares, além de, é claro, um painel com informações sobre as linhas que param ali e um espaço para deficientes físicos se abrigarem. A estrutura também armazena água da chuva para irrigar seu telhado verde.

Novidade será instalada no centro da cidade

Reprodução / Outra Cidade A estrutura reúne características para ajudar a melhorar o acesso de usuários, ao mesmo tempo em que busca ser sustentável.

O protótipo do ponto de ônibus ficará em frente ao Palácio da Agronômica, a residência oficial do governador do estado de Santa Catarina. Localizado no centro de Florianópolis, ele atenderá aproximadamente dez linhas diferentes.

Para a implantação, no forro da cobertura e nos bancos foram utilizadas chapas plásticas feitas de material reciclado e produzidas no Presídio Agrícola de Palhoça. Já o teto verde é mantido com água recolhida pelo sistema próprio de captação de água da chuva.

A energia gerada pelas placas fotovoltaicas é responsável pela alimentação dos nichos de carregadores e, também, pela iluminação do ambiente. O sistema possui autonomia de três dias e poderá reservar até 180 litros de água para a irrigação do teto verde.

Ideia veio de NY

A ideia foi baseada em outros projetos observados pelo Núcleo de Paisagismo na Alemanha e em Nova York. Além disso, uma das arquitetas do núcleo já estava fazendo um projeto para os canteiros do bairro Lagoa da Conceição, que incluía pontos de ônibus com telhados verdes. Esse foi o pontapé para o desenvolvimento da ideia.

O projeto, doado sem envolvimento do poder público, é apoiado por empresas. No entanto, não foram divulgados os valores de investimento.