Home > Animais em Extinção > Japão volta a caçar baleias

Japão volta a caçar baleias

A triste notícia chega num momento em que a preservação da espécie se faz muito importante e urgente

31 de dezembro de 2015
publicado por
Redação

iStockphoto.com / wdeon Recentemente, uma frota de quatro navios baleeiros deixou o porto de Tóquio, com a justificativa de serem para pesquisa.

Desde 1986 existe uma moratória instituída que proíbe a caça a baleias em todo o mundo. De lá pra cá, o Japão frequentemente se utiliza de manobras e acaba por conseguir abater os animais. Em anúncio recente, o país decidiu voltar às caças oficialmente e lançou três navios baleeiros em direção ao oceano Glacial Antártico.

Os baleeiros permanecerão na região durante três meses e geraram a revolta de defensores dos animais. Uma comissão internacional baleeira já apontava que o Japão descumpria as normas vigentes com o argumento de que precisava capturar e matar alguns animais da espécie Minke para pesquisas científicas.

A Austrália contesta o uso científico e afirma que pode enviar um barco na tentativa de impedir as ações dos baleeiros. O país se mostra decepcionado com os japoneses e espera que estes mudem de postura de maneira diplomática. Já o Japão defende que a captura das baleias se limitará a 333 exemplares por ano que serão caçados nos próximos 12 anos.

A captura de baleias no Japão tem diminuído graças ao declínio da demanda doméstica pela carne do animal. Movimentos como o Sea Shepherd vem se fortalecendo na luta pela conscientização no que se refere à causa das baleias. Mesmo assim, o governo japonês ainda gasta grandes quantidades de dinheiro dos impostos para sustentar as operações baleeiras.